O “Fala que eu te escuto”, rende um processo à Record

 “Fala que eu te escuto”, programa da Igreja Universal do Reino de Deus exibido pela Record, rendeu um processo à emissora de Edir Macedo. 

A rede foi condenada em 1ª instância, na 11ª Vara Cível de Brasília, a pagar uma indenização de R$ 30 mil por exibir imagens de uma mulher que estaria traindo o seu noivo.
 
O programa mostrou imagens captadas clandestinamente por detetives particulares, em que mulheres e homens apareciam em supostos encontros extraconjugais.
 
Uma das mulheres que apareceu na atração processou a Record. No quadro, ela surge em uma suposta traição ao noivo. A cena foi repetida diversas vezes.
 
Na ação, a mulher diz que a exibição das imagens causou prejuízos em seu ambiente de trabalho e familiar.
 
A Record alega que a emissora se preocupou com a integridade das pessoas, alterando a voz e embaçando as imagens. 
 
Com informações da coluna “Outro Canal”.

Siga! @todocanal | Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s