Quatro canais, nas TVs aberta e fechada, transmitirão os Jogos de Londres


Parte da equipe do SporTV que fará a cobertura das Olimpíadas de Londres
Foto: SporTV/ Divulgação

Excepcionalmente pelas próximas três semanas, locais como o Big Ben, a London Eye e a Abadia de Westminster deixam de ser os principais pontos turísticos de Londres. No lugar deles, a cidade será mais lembrada pelas competições e pelas medalhas disputadas em 36 modalidades: são os Jogos Olímpicos, que acontecem de 27 de julho a 12 de agosto na capital inglesa. No Brasil será possível conferir boa parte dos jogos em quatro emissoras diferentes: na TV aberta, quem transmite a competição é a Record; entre os canais fechados, SporTV, ESPN e BandSports levarão ao público os principais lances dos atletas brasileiros, além de dedicarem uma série de programas especiais ao maior evento esportivo do ano.

No SporTV, uma das principais novidades da cobertura foi anunciada na semana passada: Galvão Bueno vai atuar como apresentador convidado do canal. Apesar de não narrar nenhuma modalidade, ele vai a Londres, onde comandará, duas vezes por semana, o “Conexão SporTV”, atração diária que será apresentada também por Milton Leite, Luiz Carlos Jr e Mauricio Noriega, em esquema de rodízio. Galvão vai comentar ainda as cerimônias de abertura e encerramento.

— O “Conexão” vai ter um pouco do clima do que faço no “Bem, amigos”. Vou ter ao meu lado o Renato (Maurício Prado), o PC (Paulo Cesar) Vasconcellos e o grande time de comentaristas do canal. A ideia é fazer uma coisa bem saborosa. Só lamento não ter meu velho e querido parceiro de sempre, Arnaldo Cezar Coelho. Mas vou dar um jeitinho de ele entrar do Brasil para fazer alguma coisa — promete Galvão.

Com a programação dividida em quatro canais diferentes, o SporTV terá 120 profissionais trabalhando em Londres, além de 437 no Brasil. Desde 1984 participando da cobertura de Olimpíadas, Galvão diz que este ano será diferente, já que seu esquema de trabalho mais tranquilo o permitirá acompanhar com mais calma as competições.

— Acho que, pela primeira vez, vou ver uma Olimpíada. Estou contando com a ajuda dos amigos para arrumar ingressos. Vai ser muito bacana ir a uma competição, entrar com o ingresso, sentar numa cadeira e assistir, por exemplo, a um dia de provas de natação. Poder torcer pelo Cielo (Cesar, nadador), dar um berro no fim e até dizer uma bobagem que não se pode falar pelo microfone — brinca o narrador.

Na Record, o investimento também foi grande. Cerca de 330 pessoas trabalharão em Londres para colocar no ar as disputas. Além disso, as principais atrações da emissora — os telejornais “Jornal da Record”, “Fala Brasil” e “Domingo Espetacular”, além de “Esporte Fantástico” e “Hoje em dia” — serão apresentados ao vivo da capital inglesa.

Segundo Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo da Record, a equipe tem novas aquisições em relação à cobertura do Pan-Americano de Guadalajara, no ano passado. É o caso, por exemplo, dos narradores Lucas Pereira, Rafael Ribeiro e Eduardo Vaz e dos comentaristas Popó (boxe) e Renê Simões (futebol feminino). Outra novidade é a exibição de jogos em salas de cinema digitais em várias cidades do país.

— Faremos a transmissão em 3D em 20 salas de cinema. A emissora contará com equipamentos de captação e transmissão desta tecnologia e montará um núcleo específico de produção. A iniciativa deve consolidar a tendência que se observa da utilização do 3D para broadcasting de eventos esportivos — explica Douglas.

No caso da ESPN — que vai mostrar os destaques da competição em três canais diferentes — o grande diferencial será a qualidade da imagem, segundo o diretor de jornalismo João Palomino:

— Os novos recursos da transmissão envolvem o touchscreen e a projeção de realidade aumentada, recurso que mescla o cenário com uma projeção virtual. Aproveitaremos a digitalização dos canais para levar a melhor qualidade visual possível e estas duas novidades nos permitem aprimorar a exibição de informações.

Já no Bandsports, o destaque fica com o “busão inglês”, um tradicional ônibus vermelho londrino que vai funcionar como estúdio-móvel do canal. Sob comando do apresentador Elia Junior, o veículo será estacionado a cada dia num ponto turístico de Londres, de onde serão feitas transmissões ao vivo e entrevistas. Parte da cobertura do ônibus foi retirada para que o cenário da cidade pudesse ser visto. E aí, nesses momentos, o espectador volta a se lembrar que o Big Ben também está por ali, ao lado de ginásios e estádios olímpicos…

PROGRAMAÇÃO

SPORTV: “Conexão SporTV” (Estreia hoje, às 20h30m. Será exibido diariamente, no horário nobre) e “Bom dia SporTV” (Estreia amanhã, às 8h. Será exibido diariamente, pela manhã).

ESPN: “Bate Bola Londres 2012” (Diariamente, após o término dos eventos, por volta das 20h) e “Sportscenter Londres 2012” (Diariamente, às 22h).

PLAYTV: “Combo Fala + Joga” (Sábados, às 22h, com atletas olímpicos), “PlayHit” (Dia 27, às 19h, exclusivamente com jogos de esportes) e “Mok”(Dia 28, às 20h45m, analisa games de esporte, inclusive o jogo oficial lançado pela SEGA, o “London 2012”).

CNN: “World sport” (De segunda a sexta, às 13h e às 18h30m, com informações sobre as competições) e “Aiming for gold” (Dia 28, à meia-noite; e dia 29, às 11h30m). O programa acompanhou todo o planejamento da Olimpíada e mostra agora crônicas e histórias inusitadas dos preparativos finais.

FUTURA: “Nossos atletas 2” (Estreia dia 26, às 22h30m, a segunda temporada da série que mostra histórias de esforço e superação de esportistas) e “Nossa terra, nossa gente” (O documentário estreia dia 27, às 16h).

Revista da Tv

Siga! @todocanal | Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s