Estádios do Brasil – Itaquera, Palestra Itália, Morumbi e Pacaembu

Eduardo Enomoto/R7

R7

O futebol paulista terá uma cara nova com a conclusão de duas novas arenas no segundo semestre de 2013. O R7 sobrevoou os quatro principais estádios de São Paulo – Itaquerão, Morumbi, Pacaembu e Arena Palestra – e mostra, com exclusividade, o andamento das praças esportivas mais importantes da capital. Veja!

Itaquerão ( Corinthians)

Eduardo Enomoto/R7

Itaquera / Corinthians

O Itaquerão será o estádio da capital paulista na Copa do Mundo de 2014, a ser disputada no Brasil. A casa do Corinthians tem previsão de entrega para o início do segundo semestre deste ano, e é a realização de um antigo sonho: o de ter um estádio próprio digno do tamanho da massa alvinegra.

Eduardo Enomoto/R7

Itaquera / Corinthians

O projeto corintiano não mexe apenas com o estádio, mas envolve toda a comunidade de Itaquera. Obras de mobilidade e incremento da infraestrutura já estão em andamento, beneficiando a população da zona leste paulistana.

Eduardo Enomoto/R7

Itaquera / Corinthians

No caminho da conclusão do Itaquerão, o Corinthians e a empreiteira Odebrecht, responsável pela obra, ainda trabalhar para obter a liberação do empréstimo de R$ 400 milhões junto ao BNDES, dinheiro fundamental para o término do projeto.

Eduardo Enomoto/R7

Itaquera / Corinthians

A diretoria do Timão também trabalha em outras frentes, como a venda do nome do estádio a alguma empresa de renome, o chamado naming rights. Estima-se que o clube espera obter uma proposta de R$ 400 milhões para fechar com algum interessado. Já o torcedor chama a nova casa de Itaquerão e Fielzão, e ambos os nomes estão na boca do povo.

Palestrá Itália – Palmeiras

Eduardo Enomoto/R7

Palestra Itália / Palmeiras

Do outro lado da cidade, na zona oeste, o Palmeiras terá também uma nova casa até o fim deste ano. A nova Arena Palestra ficará no lugar do antigo Palestra Itália, palco de tantas glórias para o Verdão em sua história.

Eduardo Enomoto/R7

Palestra Itália / Palmeiras

Com custo estimado em R$ 400 milhões, o novo reduto palestrino está sendo erguido em parceria com a construtora WTorre, que se preocupou em atender ao caderno de encargos da Fifa, a fim de tornar o projeto dentro do que há de mais moderno hoje.

Eduardo Enomoto/R7

Palestra Itália / Palmeiras

Apesar de não receber jogos da Copa de 2014, é provável que o estádio receba os treinos das seleções que estejam sediadas na capital paulista durante o Mundial.

Eduardo Enomoto/R7

Palestra Itália / Palmeiras

Além do futebol, a Arena Palestra tem planos ousados no mundo dos eventos e do entretenimento. A parceria com a gigante americana AEG prevê a realização de grandes shows e eventos na casa palmeirense.

Morumbi – São Paulo

Eduardo Enomoto/R7

Morumbi / São Paulo

Com um estádio mais antigo do que o dos rivais Corinthians e Palmeiras, o São Paulo não está parado e apresenta um projeto ousado para modernizar ainda mais o Morumbi, seu reduto desde 1970, quando foi concluído e inaugurado.

Eduardo Enomoto/R7

Morumbi / São Paulo

O estádio tricolor, construído entre 1952 e 1970, vai receber uma cobertura moderna, com custo estimado em R$ 320 milhões. A previsão de entrega da obra é agosto de 2014, de acordo com o clube.

Eduardo Enomoto/R7

Morumbi / São Paulo

Os planos do Tricolor ainda contam com a construção de um hotel anexo ao estádio, seguindo o padrão multiuso das principais arenas ao redor do planeta.

Eduardo Enomoto/R7

Morumbi / São Paulo

O presidente são-paulino Juvenal Juvêncio também faz questão de ressaltar que o projeto do clube não conta com incentivos ou dinheiro público, como uma forma de “alfinetar” o projeto do maior rival da atualidade no País, o Corinthians.

Pacaembu

Eduardo Enomoto/R7

Pacaembu

Único estádio da capital paulista a receber jogos de Copa do Mundo, em 1950, o Pacaembu tem em 2013 o seu último ano de glórias. A temporada deve marcar a “despedida” do estádio das partidas do Corinthians e, em menor escala, do Palmeiras, já que os novos estádios de ambos estão caminhando para a reta final de conclusão.

Eduardo Enomoto/R7

Pacaembu

As autoridades paulistas ainda não sabem o que será feito com o estádio a partir de 2014. Embora apto a receber jogos importantes, a praça esportiva não terá mais quem mande jogos lá. Há também um impedimento legal, obtido por moradores, contra a realização de eventos de grande porte, como shows.

Eduardo Enomoto/R7

Pacaembu

Na Copa de 2014, o Pacaembu poderá servir como campo de treinos para algumas seleções, mas a incerteza para o espaço, que já foi até palco da abertura dos Jogos Pan-Americanos, em 1963, é uma incógnita.

Eduardo Enomoto/R7

Pacaembu

Uma das possibilidade ventiladas para o estádio é virar uma arena multiuso, o que por enquanto é apenas um esboço, já que ainda hoje o Pacaembu já encontra-se sob o status deficitário.

Exclusivo R7

2 comentários em “Estádios do Brasil – Itaquera, Palestra Itália, Morumbi e Pacaembu

Siga! @todocanal | Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s