Estrelas Brasileiras opinam sobre filmes e atores indicados ao Oscar 2013

21641_397122823717437_1231237087_n

Este domingo é dia de cinéfilo que se preze ficar grudado na telinha para acompanhar as emoções do Oscar 2013. A Rede Globo, que transmite a cerimônia direto de Hollywood, logo após o Big Brother Brasil, reuniu a opinião das estrelas da casa que são fãs da premiação, sobre os indicados da noite de gala do cinema. As unanimidades da vez são o ator britânico Daniel Day-Lewis, o forte candidato a levar a estatueta de melhor ator, e Anne Hathaway, a favorita ao posto de melhor atriz coadjuvante.

 

oscar 2013 (Foto: reprodução/divulgação)“Lincoln”, “Os Miseráveis”, “Django Livre” e “Amor” têm torcida especial (Foto: reprodução/divulgação)

E ninguém melhor para opinar sobre o Oscar do que a única brasileira já indicada na história do prêmio da Academia. Sim! A atriz Fernanda Montenegro, que concorreu a melhor atriz por “Central do Brasil”, em 1999, também palpita sobre os atores que já estão com o bonequinho dourado praticamente no “bolso”:

Anne Hathaway canta a canção de uma forma arrebatadora. Tão sofrida, tão dentro da personagem… E você fica estupefato vendo aquela moça cantando com aquela qualidade visceral. Não vi nada melhor de interpretação na categoria dela.”
Fernanda Montenegro, atriz

– Gostei muito de “Lincoln”. Achei uma reconstituição corajosa, que apresenta o jogo político sem nenhum problema, e a criação do Daniel Day-Lewis foi espetacular. Já em “Os Miseráveis” tem a sequência em que a Anne Hathaway canta a canção de uma forma arrebatadora. Tão sofrida, tão dentro da personagem… E você fica estupefato vendo aquela moça cantando com aquela qualidade visceral. Não vi nada melhor de interpretação na categoria dela.

 

Apesar de ter gostado muito dos dois filmes, Fernanda revela que se o prêmio dependesse dela, “Amor” sairia premiado com melhor atriz e melhor filme:

 – “Amor” é um filme extraordinariamente bom e doloroso. Emmanuelle Riva está tão extraordinária! Acho que merece vencer como melhor filme e atriz, eu daria o prêmio para ele, mas o Oscar é outra visão de cinema, não gosta muito de produções assim e leva em conta o investimento. Não acho que seja errado, apenas diferente – pondera Fernanda.

 

globo oscar 2013 (Foto: reprodução/divulgação)Júlia Lemmertz, Bruno Mazzeo, Fernanda Montenegro, Maria Beltrão e Ulysses Cruz opinam sobre o Oscar 2013 (Foto: reprodução/divulgação)

Quem concorda com a histórica Fernanda Montenegro é a jornalista e apresentadora do Oscar na Rede Globo, Maria Beltrão:

– “Amor” certamente mereceu entrar na lista dos melhores filmes, mas acaba ficando meio que condenado porque com certeza vai ganhar como melhor filme estrangeiro. Emmanuelle Riva também poderia levar o de melhor atriz, mas quem deve ganhar é a Jenniffer Lawrence, que também é uma atriz incrível. Assim como a Anne Hathaway deve levar a estatueta. A Academia gosta dela, ela é uma atriz muito versátil. A cena em que ela aparece cantando “I Dreamed a Dream” deve dar a ela o prêmio. É muito emocionante. Ela demonstra umas doze emoções diferentes em uma cena longa, sem cortes e isso é louvável – analisa Maria, que é fã de “Os Miseráveis”, mas crê que vai dar “Argo” como melhor filme.

Quem também defende o “Amor” é o diretor Ulysses Cruz, que entre seus diversos trabalhos na Globo, assina a direção geral do show do Criança Esperança, e é um fã de carteirinha do Oscar:

– Meu favorito – e que não vai levar para casa o Oscar – é “Amor”, do gênio Michael Haneke. Daria o prêmio de direção para ele porque ele construiu, depois de Romeu e Julieta, a mais sensível, chocante e emocionante história de amor. O filme é uma experiência única e nos ajuda a entender um pouco mais o nosso fim inevitável. É um filme útil, necessário e corajoso.

Já Bruno Mazzeo preferia ter visto a produção francesa “Intocáveis” na disputa:

– Entre os filmes estrangeiros, senti falta de ver “Intocáveis” concorrendo. Acho que fiquei mais tocado com ele porque mostra uma maneira mais leve de se lidar com esse certo tipo de situação. “Amor” me deixou muito angustiado – lamenta Bruno, que tem ainda em seus favoritos o indicado a ator coajuvante Christoph Waltz, de “Django Livre”, e se diz defensor incondicional de Quentin Tarantino.

Daniel Day-Lewis é imbatível! Aliás, atores ingleses são imbatíveis quase sempre. Ele ganhará todos os Oscars se lhe oferecerem papeis com potencial para isso. Ele está muito a frente de todos. É um louco santo”
Ulysses Cruz, diretor

Mas a “Meryl Streep” desse ano parece ser mesmo Daniel Day-Lewis, que pode chegar ao seu terceiro Oscar no domingo, dia 24:

– “Lincoln” não é o melhor Spielberg, mas é um grande filme clássico com um ator antológico. Daniel Day-Lewis é imbatível! Aliás, atores ingleses são imbatíveis quase sempre. Ele ganhará todos os Oscars se lhe oferecerem papeis com potencial para isso. Ele está muito a frente de todos. É um louco santo – define Ulysses.

 

No fã clube de Day-Lewis está também a atriz Júlia Lemmertz, que ficou impressionada tanto com o ator quanto com Steven Spielberg:

– Eu acho super merecido ele vencer. É um ator muito especial, que se dedica ao personagem ao extremo e profundamente. Não se tira os olhos dele no filme, que com certeza não seria o mesmo sem ele. Sua atuação faz com que a história se realize completamente. É uma beleza! Aliás, Spielberg acertou em cheio. É um filme diferente de tudo que ele já fez, e ele já fez coisas geniais! Não tem nenhum efeito, nenhuma cena de ação, nada é espetaculoso. Diria que é quase um filme antigo, no bom sentido. Achei muito bonito – torce a atriz, que criou a tradição de assistir ao Oscar ainda com os pais.

O diretor Ulysses Cruz também é do time que para tudo para conferir a cerimônia:

– Sou fanático pela noite do Oscar. Eu gosto de ver a rigidez do protocolo, a solenidade da ocasião, o show e suas produções mirabolantes. Às vezes, é over demais, mas é sempre mágico. Já fiz reuniões pra ver com amigos, mas nunca deram muito certo porque as pessoas não têm o hábito de assistir aos filmes antes e muita gente não tem paciência de ver aquilo tudo…Acaba dispersando. Como eu sofro muito e quero silêncio, quase nunca vejo com ninguém, mas meu maior medo mesmo é que falte luz na hora – Nem brinca, Ulysses!

Siga! @todocanal | Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s