Ministério Público pode processar ‘CQC’ por usar ator mirim

Humorístico é transmitido pela Band nas noites de segunda-feira (Foto: Divulgação).

O Ministério Público pode processar o CQC devido à participação de um ator infantil no programa transmitido no dia 25 de março. A informação é da coluna Sem Intervalo, do jornal Estado de S. Paulo, publicada nesta terça-feira (9).

O humorístico utilizou um ator infantil para entrevistar o deputado José Genoíno, que foi condenado no processo do mensalão. O programa fingiu que o garoto era o filho de um militante do PT, para que ele pudesse conversar com o deputado utilizando uma câmera escondida.

O conselheiro nacional do Ministério Público, Luiz Moreira Gomes Júnior, irá encaminhar um pedido questionando se participação da criança pode ser considerada “vexatória” e “degradante”, explicou o jornal.

Segundo a coluna, Marcelo Tas, que comanda o humorístico, disse que o Ministério Público deveria ter mais o que fazer do que processar humoristas.

Assista abaixo a reportagem com José Genoíno transmitida pelo programa:

Um comentário em “Ministério Público pode processar ‘CQC’ por usar ator mirim

  1. É assim mesmo. Isto se chama Brasil. O condenado pelo mensalão fica solto e o COC, que crítica o erro pode ser processado. Senhores no Ministério Público, vamos trabalhar direito!!!

Siga! @todocanal | Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s