Val Marchiori posa com Silvio Santos durante gravação no SBT

Val Marchiori vai mostrar se é boa de adivinhação no Jogo das 3 Pistas, do Programa Silvio Santos, do SBT. A socialite grava sua participação no game nesta segunda-feira (25) e disputa com a modelo Kelly Gisch, namorada do nadador César Cielo.

Enquanto aguardava no camarim, Val tirou alguma fotos e as publicou em seu Instagram. Ela posa com sua adversária e também com Valesca Popozuda, que estava na emissora para uma gravação diferente. Claro, não deixou de posar ao lado do apresentador e dono da emissora, chamando-o de “meu ícone da TV brasileira”.

Val Marchiori grava quadro com Silvio Santos e posa com o apresentador

Val Marchiori grava quadro com Silvio Santos e posa com o apresentador

 

 

Andréa Nóbrega diz que Carlos Alberto foi o amor de sua vida

getO fim desta edição do reality show Mulheres Ricas deixou Andréa Nóbrega conhecida em todo o Brasil. No entanto, sua vida foi exposta, assim como o fim de seu casamento com Carlos Alberto de Nóbrega. Falando sobre a experiência de participar do programa da Band, a socialite comentou que foi muito assustador, mas que ficou feliz com o resultado. Ela ainda disse que o apresentador do SBT foi o grande amor de sua vida.

O reality show terminou nesta segunda-feira (11) e Andréa foi considerada a participante mais engraçada desta edição. Sobre sua participação, a socialite comentou que se sentiu assustada no início, mas que gostou muito. Ela disse que aprendeu a passar por cima das críticas e que não se arrepende de nenhuma de suas atitudes, porque pensou muito bem a respeito de tudo.

Andréa também disse que ficou preocupada de participar do reality show, porque não gostou de algumas atitudes da primeira edição do programa. Segundo ela, muitas mulheres ricas ficam esbanjando o dinheiro e mostrando o que têm de uma forma ofensiva, o que, para ela, é “um porre e uma falta de educação”.

Sobre a sua vida pessoal, Andréa destacou que está solteira há três anos, desde que se separou de Carlos Alberto, e disse estar bem assim. Sobre o ex, a socialite se limitou a dizer que foi um grande amor, que durou 22 anos, mas que infelizmente agora eles apenas conversam sobre osfilhos.

Andréa terminou a entrevista dizendo que espera ser convidada para outro programa de TV e diz que espera que 2013 seja de muito trabalho e sucesso.

“Mulheres Ricas” ganhará terceira temporada na Band

O reality show “Mulheres Ricas” deverá ganhar uma terceira temporada no ano de 2014 na telinha da Band.

Mantendo uma audiência estável (de 4 pontos) e com ótimo retorno comercial, o reality ganhará novos capítulos durante as férias do programa “CQC”.

Médias: Audiência parcial das novelas em exibição

:globo:
META 18 – Da Cor Do Pecado 13 (-4.7)
META 20 – Malhação 14 (-6)
META 25 – Lado a Lado 18 (-7)
META 30 – Guerra dos Sexos 22 (-8)
META 40 – Salve Jorge 31 (-9)

:sbt:
META 5 – Gotinha de Amor 5
META 5 – Jamais Te Esquecerei 3 (-2)
META 6 – A Usurpadora 6
META 7 – Carrossel 13 (+6)

:record:
META 10 – Balacobaco 6 (-4)

Luiz Bacci estreia “Balanço Geral – Manhã” com ótima audiência

img20130104143602Fora da TV desde o dia 11 de janeiro, quando se despediu do “Cidade Alerta Rio” e entrou de férias, Luiz Bacci estreou nesta segunda (18) o novo jornal matinal da Record no Rio de Janeiro, o “Balanço Geral Manhã”.

O apresentador começou bem e ficou em segundo lugar. No ar das 6h30 às 7h30, o “Balanço” registrou 3 pontos de média, contra 2 do SBT e 5 da Globo.

O noticiário, que abre a programação da emissora, recebeu apenas 0,4 ponto da Igreja Universal e entregou para o “RJ no Ar” com 5 pontos, índice considerado bom para o horário.

Em tempo:

Luiz Bacci saiu de férias em janeiro em meio a uma contratação surpreendente.

Naquela semana, a Record anunciou Rogério Forcolen, até então no SBT Rio, como novo reforço. Desde o dia 14, ele comanda o “Cidade Alerta” na capital carioca e por isso Bacci assumiu o novo jornal.

POLÊMICA: Audiência da TV Globo está definhando, diz jornalista.

Sandy faz participação em novela da Globo: “topei na hora”

A cantora fez uma participação especial na nova 'Sangue Bom', que estreia em abril Foto: Thiago Duran e Léo Franco / AgNews

Afastada da dramaturgia desde 2012 – quando estrelou um episódio da série global As Brasileiras -, Sandy voltará à TV com a novela Sangue Bom, também da Globo, prevista para estrear em abril deste ano. Em uma participação especial, a cantora fez o papel dela mesma, em cena que é entrevistada pela protagonista Amora (Sophie Charlotte). “Comecei 2013 bastante inspirada e cheia de vontade de produzir coisas novas. Estou compondo e me divertindo bastante com a pré-produção do meu novo disco, tendo várias ideias pro meu novo show. Fiquei super feliz com o convite pra participar da novela, topei na hora!”, animou-se ela.

 

Sandy, que lançou no final do ano passado o EP Princípios, Meios e Fins, garantiu que consegue conciliar a atuação com a música. “Adoro cantar, atuar… Terei um primeiro semestre cheio de coisas novas pra criar, mas o lado bom é que hoje em dia eu aprendi a fazer as coisas no meu tempo. Estou feliz com tantas novidades”, comemorou ela, que em 2013 também aparecerá nos cinemas com o longaQuando eu Era Vivo, que rodou no ano passado ao lado de Antonio Fagundes e Marat Descartes.

Mulheres Ricas’: Val ataca novamente e Andréa vende amaciante

Veja

Cozete e Val se desentendem

Cozete e Val se desentendem – Reprodução

Constrangimento foi a palavra de ordem no episódio desta segunda-feira de Mulheres Ricas. Os comentários maldosos de Val a respeito de Cozete foram tão vexatórios quanto a ação de merchandising de uma marca de amaciante de roupas protagonizada por Andréa de Nóbrega. Sem falar na já habitual saia-justa vivida pela aspirante a cantora Aeileen toda vez que tenta passar no crivo do produtor musical Rick Bonadio.
“Nem falar direito ela sabe, não é bonita e também não sabe se vestir”, disparou Val contra Cozete durante visita das ricas a Angra dos Reis (RJ). O embate pegou fogo mesmo quando a socialite apresentou um prato de caviar à empresária. “Ela quis dizer que eu não conheço caviar, mas na mesa tinha atum também.”

Na tentativa – frustrada – de dar ares de realidade à briga de egos, Mariana assumiu o papel de apaziguadora. Vestida com uma saia longa e uma faixa no cabelo apelava para a filosofia hippie para acalmar os ânimos: “Paz e amor na Terra.” Foi a mulher do ex-jogador Luizão que convidou Cozete para passeio na lancha de Val, mesmo sabendo da rixa entre as duas. Depois de aguentar uma tarde inteira de Continuar lendo

‘Mulheres Ricas 2′ atinge audiência mais alta desde a estreia sinalizando que é melhor quando não ensaiado

Quando da estreia de “Mulheres Ricas”, muito se falou sobre o clima de encenação, como se tudo fosse devidamente ensaiado para as câmeras. De fato, para as participantes que pretendem posar de “damas da sociedade” exibindo sapatos e vestidos caros e dizer como a vida é bela quando se tem dinheiro, esse parece um artifício acertado. Mas é no inesperado – ou “não tão roteirizado” – que se encontram os melhores momentos do programa. E é exatamente este o porquê de figuras como Narcisa Tamborindeguy fazerem tanto sucesso. Há nela imprevisibilidade e bom humor. Nunca se sabe o que ela vai aprontar ou dizer. Deveria ser da mesma maneira com as outras.

Na última segunda-feira (4), o reality registrou sua audiência mais alta desde a estreia: média de 5 pontos, com pico de 7. É compreensível. Foi exatamente neste episódio que um lado mais humano da mais polêmica participante veio à tona. Durante um jogo da verdade, Val Marchiori chorou ao relembrar uma briga de família. Em VTs gravados a parte, participantes como Cozete Gomes disseram que tudo não passou de teatro. Essas picuinhas são necessárias, claro, mas cabe perguntar se a vida que elas retratam na tela não são exatamente a mesma coisa, no mesmo palco, só que com outra embalagem aos olhos de quem faz.

Na Band, as socialites parecem mostrar apenas o que querem. No caso de Cozete, por exemplo, mostrar que é independente, anda de helicóptero em São Paulo, limousine em Paris e costuma pedir para a gerente deixar em sua conta R$ 100 mil para comprinhas. Entre um VT e outro, aproveita para criticar o modo de vestir ou agir de suas colegas. Curiosamente, todas as integrantes do reality que atacaram Val por seu comportamento na primeira temporada, agora parecem não só repetir, como “refinar”, seus padrões.

Voltando ao jogo da verdade, ele prova que os melhores momentos do reality estão mesmo no inesperado. Foi divertido ver as mulheres trocando confidências sexuais, sem moralismo – claro, houve quem pisasse fundo nesse quesito nos comentários posteriormente gravados. Ali, Andreia de Nóbrega pôde falar brevemente sobre seu divórcio, Regina Manssur sobre seu casamento, com a devida pimenta. Mariana, por sua vez, também tem rendido bom material espontâneo. Corajosa, tomou satisfação com Aeileen a respeito de notas publicadas na imprensa. A boa audiência do último episódio deu para a Band duas dicas: 1) roteiro é necessário, mas dosadamente, nesse gênero de programa; 2) demorou para darem a Val Marchiori uma atração sobre sexo e intimidade chamada “Jogo da Verdade”. Fica a dica.

Segunda temporada de ‘Mulheres Ricas’ tem menor audiência, mas chama atenção por ‘particularidades’ das participantes

 

Se na primeira temporada “Mulheres Ricas” estreou morno, com ritmo ralentado e certo pudor, nesta segunda leva de episódios, que estreou na última segunda-feira (7), o erro foi corrigido. Para se ter uma ideia, foram tantas as pérolas captadas pelas câmeras, não houve tempo retratar todas as participantes da vez. uma das novatas, a advogada Regina Mansur, por exemplo, só apareceu rapidamente e foi “esquecida” na abertura. O mesmo ocorreu com Val Marchiori, mais polêmica das integrantes do reality show.

Neste primeiro capítulo, houve um esforço para familiarizar o espectador com as novas famosas. Em comum: todas têm o combo necessário para ser uma celebridade no Brasil: uma boa casa para mostrar em revistas, uma penca de assessores e muita disposição para abrir a própria intimidade. No quesito audiência, a estreia rendeu um índice menor que o do ano anterior. De acordo com dados prévios do Ibope, foram 4,1 pontos de média, com 5 de pico, o que deixou as socialites em quarto lugar na disputa com outras emissoras, atrás da Globo (com 21 pontos), SBT (com 9 pontos) e Record (com 6 pontos). Em 2012, o primeiro episódio registrou 4,8 pontos de média, com 6 de pico.

A empresária Cozete Gomes, por exemplo, é aplaudida ao chegar ao trabalho, coleciona sapatos e usa uma estola de pele para ir a uma casa de shows. Modesta, não cansou de se adjetivar. Foram tantas as qualidades enumeradas que faltou espaço para citar um defeito. Já Mariana Mesquita, casada com o ex-jogador de futebol Luisão, vive o “dilema” de contar ao marido que quer retomar a carreira de atriz. Enquanto não se decide, promove festas com as amigas e diz que gosta de coisas simples, mas não um simples qualquer: ela gosta de “simples Prime”. Auto-intitulada cantora, Aileen Varejão pareceu esforçar-se para se encaixar no rótulo de princesa, disparando frases feitas (“É a bota mais linda que já vi na minha vida!” ou dizer que ninguém sabe “o que essa égua representa para mim”). Mais jovem das ricas, reclama de quem despreza seu direito vindo do meio rural, afinal, esta é uma maneira de unir “o luxo à natureza”. Mal sabe a aspirante a cantora, que a edição tratou de mostrá-la como desafinada – especialmente quando arriscou-se a cantar Whitney Houston para seu segurança.

O caso que chamou mais atenção, no entanto, foi o de Andrea Nóbrega. Ex-mulher de Carlos Alberto de Nóbrega, a socialite tratou de defender-se das críticas do humorista, que disse que ela não era rica coisa nenhuma. Por um momento, “Mulheres Ricas” pareceu “Casos de Família”. Mas, passado o climão, a loira roubou a cena ao invadir o palco de um show de Fábio Jr., roubar-lhe um beijo e ainda levar tapinhas nas ancas antes de ser retirada pelo segurança. De tão animada, pareceu emular o “joie de vivre” de Narcisa Tamborindeguy, que, por sua vez, fechou o episódio, chegando de helicóptero, sob os já famosos gritos de “Badalo!”. Sem papas na língua, a carioca, ao conhecer as novas colegas já foi disparando perguntas como “Você é maria chuteira?” ou “Você faz o que além de malhar?”, para Mariana Mesquita.

À primeira vista, de ricas “de berço” como se diz na alta sociedade, essas mulheres pouco parecem ter. Nesse sentido, o reality show poderia ser chamado de “As Emergentes”. Mas quem se importa com quanto cada uma tem de fato na conta bancária ou de onde vieram? São tantas as pérolas proferidas pelas protagonistas do programa que é impossível não ficar hipnotizado ora por sua espontaneidade, ora pela bizarrice. Há os que criticarão a produção por ser fútil ou banal, mas, não se pode negar, ela é divertida para caramba. Um problema claro, no entanto, pode ser apontado: faltam “coadjuvantes de luxo” que roubem a cena, caso de Jéssica Sayeg Sayegh (filha de Lydia Sayeg), a cadela Sissy (de Brunete) e Flávia e Dudinha (amigos de Val Marchiori), que tiveram seus momentos no ano passado.